Como Saber se Você é um Empata?

O que é um empata?

Ser um empata significa que você é afetado pelas energias de outras pessoas e tem uma habilidade inata para sentir e perceber os outros intuitivamente. Sua vida é inconscientemente influenciada por desejos, pensamentos e humores de outros. Ser um empata é muito mais do que ser altamente sensível e não está limitado apenas às emoções. Empatas podem perceber sensibilidades físicas e impulsos espirituais, bem como conhecer as motivações e intenções de outras pessoas. Ou você é empático ou não é. Esta não é uma característica que pode ser aprendida. Você está sempre aberto, por assim dizer, a processar os sentimentos e a energia de outras pessoas, o que significa que realmente sente, e em muitos casos, assume as emoções dos outros. Muitos empatas experimentam sensações como fadiga crônica, sensibilidades ambientais, ou dores diárias inexplicáveis. É mais provável que todas essas coisas sejam provenientes de influências externas, mais do que vindas exclusivamente de você. Essencialmente, você está andando neste mundo com todo o carma, emoções e energias acumuladas…por outros.

Em muitos casos, os empatas são realizadores silenciosos. Eles podem levar algum tempo para lidar com um elogio, porque são mais inclinados a apontar as qualidades dos outros. Eles são altamente expressivos em todas as áreas de conexão emocional, e sempre falam abertamente – às vezes, francamente. Eles não têm problemas ao falar sobre seus sentimentos, se a outra pessoa estiver preocupada em ouvi-los (independentemente de quanto eles ouvem os outros.).

No entanto, eles podem ser exatamente o oposto: reclusos e aparentemente insensíveis, mesmo em seus melhores dias. Eles podem até parecer ignorantes. Alguns são muito bons em “bloquear” os outros, e isso nem sempre é algo ruim, pelo menos para o empata que está aprendendo a lutar com uma avalanche de emoções provenientes de outras pessoas, além dos seus próprios sentimentos.

Empatas têm uma tendência a sentirem mais confortáveis com o que está fora deles do que com o que eles têm por dentro. Isso pode fazer com que eles ignorem suas próprias necessidades. Em geral, um empático é não-violento, não-agressivo e faz o gênero pacificador. Qualquer área em desarmonia cria um sentimento desconfortável em um empata. Se eles se encontram no meio de um confronto, vão se esforçar para resolvê-lo o mais rapidamente possível, ou mesmo evitá-lo completamente. Se usarem quaisquer palavras duras para se defender, provavelmente irão se ressentir da sua falta de autocontrole.

Os empatas são mais inclinados a pegar os sentimentos dos outros e projetá-los de volta sem perceber a sua origem. Falar é um fator importante na liberação de suas emoções. Os empatas podem desenvolver um grau ainda mais forte de compreensão, e dessa forma, encontrar a paz na maioria das situações. A desvantagem é que podem construir altas barreiras com o intuito de não deixarem que os outros tenham acesso aos seus pensamentos ou sentimentos mais íntimos. Esta retenção de expressão emocional pode ser resultado direto de uma experiência traumática, uma educação inexpressiva, ou simplesmente por terem ouvido muito, quando crianças, a frase “As crianças foram feitas para serem vistas, não ouvidas!

Sem dúvida, esta retenção emocional pode ser prejudicial à saúde, pois os pensamentos e/ou emoções podem, eventualmente, explodir ou implodir. A necessidade de se expressar honestamente é uma forma de cura e uma escolha aberta a todos. Não fazê-lo, pode resultar em um colapso da pessoa e em instabilidade mental / emocional, ou mesmo na criação de uma doença física.

manrowingboatOs empatas são sensíveis à TV, vídeos, filmes e notícias. Violência ou dramas emocionais que descrevam cenas chocantes de dores físicas ou emocionais infligidas a adultos, crianças ou animais podem levar um empata às lágrimas facilmente. Às vezes, eles podem se sentir fisicamente doentes ou sufocar as lágrimas. Alguns empáticos terão dificuldade em compreender tal crueldade, e podem ter graves dificuldades de se expressar diante da ignorância, da mente fechada e da óbvia falta de compaixão de outra pessoa. Eles simplesmente não conseguem justificar o sofrimento que sentem e veem.

Você encontrará empatas trabalhando, de forma apaixonada e dedicada, com pessoas, animais ou natureza. Muitas vezes, eles aparecem na forma de incansáveis ​​professores e / ou cuidadores para o nosso ambiente e todos dentro dele. Muitos voluntários são empáticos e dão seu tempo pessoal para ajudar os outros sem nenhum tipo de pagamento ou reconhecimento.

Empatas podem ser excelentes contadores de histórias, devido a uma imaginação infinita, mentes curiosas e conhecimento em constante expansão. Eles podem ser românticos e muito gentis. Eles também podem ser os “guardiões” do conhecimento ancestral e da história da família. Podem, também, ser aqueles que ouvem as histórias passadas pelos avós e bisavós e sabem toda a história da família. Não surpreendentemente, podem possuir uma árvore genealógica.

Eles têm um grande interesse pela música, pois isso atende seus temperamentos muito expressivos, podendo. Podem se perder no ritmo da música, a ponto de entrarem em estado de transe. Eles descrevem esse sentimento como um tempo em que tudo o mais ao seu redor é quase inexistente.

Os empatas também são expressivos, tanto com a linguagem corporal quanto com palavras, pensamentos e sentimentos. Sua criatividade é, muitas vezes, expressa através da dança, atuação e movimentos corporais. Empatas podem projetar uma quantidade incrível de energia retratando e / ou liberando suas emoções.

Pessoas de todas as esferas e animais são atraídos pelo calor e pela compaixão genuína dos empatas. Independentemente de eles estarem ou não conscientes de que aquele é um ser empático, as pessoas são atraídas para eles como um objeto de metal é atraído por um ímã!

Mesmo completos estranhos acham fácil conversar com os empáticos sobre as coisas mais pessoais, e antes que percebam, derramaram seus corações e almas sem a intenção de fazê-lo conscientemente. É como se, em um nível subconsciente, essa pessoa soubesse instintivamente que os empáticos escutariam com compreensão compassiva.

Eles são os ouvintes da vida. Podem ser extrovertidos, borbulhantes, entusiastas. Tê-los por perto pode ser uma verdadeira alegria, além de serem muito bem-humorados nos momentos mais incomuns! Por outro lado, os empatas podem oscilar de humor com o estalar de dedos. Os pensamentos e sentimentos que recebem de todos podem ser tão avassaladores (se não forem compreendidos), que seus estados de ânimo podem mudar com a velocidade da luz. Em um momento eles podem estar incrivelmente felizes, e no momento seguinte, completamente miseráveis.

Os empatas são, muitas vezes, solucionadores de problemas, pensadores e estudiosos de muitas coisas. No que diz respeito a eles, onde há um problema, também há uma resposta. O empata pode, literalmente (e provavelmente sem o conhecimento do que está realmente acontecendo), tocar no Conhecimento Universal e ser receptivo à orientação no sentido de resolver qualquer coisa onde eles coloquem suas cabeças e corações.

Eles também podem ser sonhadores lúcidos ou vívidos. Muitas vezes, eles sentem como se os sonhos estivessem, de alguma forma, ligados à sua vida física, e não somente como uma projeção de imagens irrelevantes e sem sentido. A curiosidade que eles têm em relação a estes ‘filmes mentais’ acaba levando muitos sonhadores empáticos a desvendar alguns dos conteúdos dos sonhos “misteriosos”, e a conectar a interpretação à sua relevância em sua vida física.

Os empatas geralmente sonham acordados e têm dificuldade em manter-se focado em coisas mundanas. Se a vida não é estimulante, o empata entrará em um estado separado da mente. Eles irão a algum lugar, qualquer lugar, num pensamento que parece distante da realidade física, mas que está vivo e ativo, porque eles realmente estão bem longe.

Os empatas frequentemente experimentam déjà vu’s e sincronicidades. O que inicialmente pode começar como “Oh, que coincidência“, levará à compreensão das sincronicidades como um aspecto de quem eles são. Essas sincronicidades se tornarão uma ocorrência bem-vinda e em constante expansão. À medida que a compreensão do eu cresce, as sincronicidades se tornam mais fluídas e livres. Elas podem promover um sentimento de euforia quando os empáticos se identificam com elas e apreciam a conexão com sua natureza.

Beauty Autumn Woman, beautiful fantasy girl, fairy in blowing tr

É mais provável que os empatas já tenham tido algum tipo de experiência paranormal ao longo de suas vidas. Aqueles que ficam presos na vida, em formas muitas vezes ditadoras, como, por exemplo, um trabalho monótono, podem se perder em um modo de vida mecânico e com muito pouco significado. Todos os “sinais de orientação” são ignorados para entrar nesse estado de “fazer”.  Para alguns empatas, a falta de compreensão externa em relação aos eventos paranormais que experimentam, pode levar a suprimir tais habilidades – muitas dessas habilidades são naturais, e não simplesmente ‘coincidências’. Os empatas podem precisar seguir alguns interesses relacionados à paranormalidade e ao desconhecido com muita curiosidade, a fim de poderem explicar e aceitar suas circunstâncias de vida.

Algumas das características comuns entre os empatas são:

Saber: Os empatas simplesmente sabem coisas, sem que ninguém lhes tenha contado. É um saber que vai muito além da intuição, embora seja assim que muitos descreveriam o conhecimento. Quanto mais sintonizados eles são, mais forte se torna este dom.

Ver violência, crueldade ou tragédia na TV é insuportável: Quanto mais sintonizado um empata se torna, pior é esse sentimento. Eventualmente, isso pode fazer com que eles tenham que parar completamente de assistir TV e ler jornais.

Você sabe quando alguém não está sendo honesto: Se um amigo ou um ente querido está mentindo, você sabe disso (embora muitos empáticos tentem não se concentrar nisso, porque saber que um ente querido está mentindo pode ser doloroso). Ou, se alguém está dizendo uma coisa, mas sentindo ou pensando outra, você também sabe.

Ter os sintomas físicos do outro: Um empata quase sempre irá desenvolver as doenças de outros (resfriados, infecções, dores no corpo e dores em geral), especialmente daqueles que estão mais próximos, como se fosse uma ‘dor por simpatia’.

Fadiga constante: Os empatas frequentemente têm sua energia drenada, seja por vampiros emocionais ou simplesmente por receber muito dos outros. Nem mesmo o sono pode aliviar esta fadiga. Muitos, aliás, sofrem de insônia.

Personalidade viciante: Álcool, drogas, sexo, são apenas alguns dos vícios para os quais os empáticos recorrem para bloquear as emoções dos outros. É uma forma de autoproteção para se esconder de alguém ou algo.

Criatividade: O empata tem uma forte linha criativa e uma imaginação vívida. Cantar, dançar, atuar, desenhar ou escrever são alguns dos meios que eles encontram para extravasar sua veia criativa.

Amor à natureza e aos animais: Estar ao ar livre, na natureza, é uma obrigação para os empatas. Animais de estimação são uma parte essencial de suas vidas.

Necessidade de solidão: Um empata ficará louco se não tiver um tempo sozinho. Isto é óbvio até em crianças empáticas.

Ficam entediados ou distraídos facilmente se não forem estimulados: Trabalho, escola e vida familiar precisam ser sempre interessantes para um empata, caso contrário ele irá se ‘desligar’ e acabar sonhando acordado.

Gostam de aventura, liberdade e viagens: Empatas são espíritos livres.

Detestam bagunça: Isso faz um empata sentir-se pesado e bloqueia o fluxo de energia.

Adoram sonhar acordados: Um empata pode olhar para o espaço por horas, em um mundo próprio e feliz.

Intolerância ao narcisismo: Embora gentil e muito tolerante com os outros, os empáticos não gostam de ficar perto de pessoas excessivamente egoístas, que se colocam em primeiro lugar e se recusam a considerar outros sentimentos ou pontos de vista diferentes dos seus.

Capacidade de sentir os dias da semana: Um empata terá o sentimento de “sexta-feira feliz”, independentemente de eles trabalham ou não às sextas-feiras.  Eles aprendem como o coletivo está se sentindo. Os primeiros dias de um feriado prolongado (como a Páscoa, por exemplo), pode parecer, para eles, como se o mundo estivesse sorrindo, calmo e relaxado. Já as noites de domingo, segundas e terças-feiras, de uma semana normal de trabalho, provocam um sentimento muito pesado.

Prefere não comprar antiguidades ou artigos de segunda mão: Qualquer coisa que já tenha sido propriedade de alguém, carrega a energia do proprietário anterior. Um empata vai preferir um carro novo, ou mesmo uma casa nova (se eles estiverem na situação financeira para bancá-los), para se livrar de toda essa energia residual.

Artigo Original: themindunleashed

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *