Os Pensamentos das Pessoas Ricas – Como Elas Realmente Pensam e Qual o Efeito Destes Pensamentos Sobre a Abundância

Steve Siebold, autor de “Como as pessoas ricas pensam,” passou quase três décadas entrevistando milionários ao redor do mundo para descobrir o que os separa de todos os outros.

“Tinha pouco a ver com o próprio dinheiro,” disse ele. “Era sobre a mentalidade”.

“[A classe média] diz às pessoas para ser feliz com o que elas têm,” disse ele. “E, no geral, a maioria das pessoas estão impregnadas de medo quando se trata de dinheiro”.

  • As pessoas pobres acham que o dinheiro é a raiz de todo o mal. As pessoas ricas acreditam que a pobreza é a raiz de todo mal.

Os pobres têm sofrido uma lavagem cerebral para acreditar que as pessoas ricas têm sorte ou são todas desonestas. É por isso que existe uma certa vergonha que aparece junto do “ficar rico” em comunidades de baixa renda.

Se você não pode cuidar de você, também não está em posição de ajudar ninguém. Você não pode dar aquilo que não tem.

  • As pessoas pobres têm uma mentalidade de loteria. Os ricos têm uma mentalidade de ação.

Enquanto as massas estão torcendo para escolher os números certos e rezando para ganhar na loteria, os ricos estão resolvendo problemas.

Os heróis [classe média] estão esperando pela ajuda de Deus, do governo, do seu chefe ou do seu cônjuge. Este tipo de pensamento gera uma abordagem conformista para a vida, enquanto o relógio continua girando.

  • As pessoas pobres acham que o caminho para a riqueza é pavimentado com a educação formal. As pessoas ricas acreditam na aquisição de conhecimentos específicos.

Muitos artistas de fama mundial têm pouca educação formal e acumularam suas riquezas através da aquisição e venda de conhecimento específico. Enquanto isso, as massas estão convencidas de que os graus de mestrado e doutorado são o caminho para a riqueza, principalmente porque eles estão presos na linha de pensamento que lhes impede de pensar em níveis mais elevados de consciência. Os ricos não estão interessados nos meios, apenas nos fins.

  • As pessoas pobres sonham com os bons e velhos tempos. As pessoas ricas sonham com o futuro.

Os milionários se tornam milionários porque estão dispostos a apostar em si mesmos e projetar seus sonhos, objetivos e ideias em um futuro desconhecido. As pessoas que acreditam que seus melhores dias ficaram no passado raramente enriquecem e, muitas vezes, lutam com a infelicidade e a depressão.

  • As pessoas pobres veem o dinheiro através dos olhos de emoção. As pessoas ricas pensam em dinheiro de forma lógica.

A maioria das pessoas vê o dinheiro como uma ferramenta que proporciona um prazer imediato e finito. Os ricos sabem que o dinheiro é uma ferramenta crítica que apresenta opções e oportunidades.

  • As pessoas pobres ganham dinheiro fazendo coisas que não gostam. As pessoas ricas seguem a sua paixão.

dreamPara a pessoa “média”, parece que os ricos estão trabalhando o tempo todo, mas na verdade, uma das estratégias mais inteligentes da classe rica é fazer o que ama e encontrar uma maneira de ser pago por isso. Por outro lado, a classe média aceita empregos que não gostam porque precisam do dinheiro e foram treinados na escola e condicionados pela sociedade a viver em um mundo de pensamento linear, o que equivale a ganhar dinheiro com o esforço físico ou mental.

  • As pessoas pobres definem expectativas baixas para não ficarem decepcionadas. As pessoas ricas atiram-se no desafio.

Psicólogos e outros especialistas em saúde mental, muitas vezes aconselham as pessoas a definir expectativas baixas para suas vidas a fim de garantir que elas não se decepcionem. Ninguém jamais fica rico e vive os seus sonhos sem grandes expectativas.

  • As pessoas pobres acreditam que você tem que fazer algo para ficar rico. As pessoas ricas acreditam que você tem que ser algo para ficar rico.

É por isso que pessoas como Donald Trump vão de milionários a falidos e voltam mais ricos do que nunca. Enquanto as massas estão fixadas nos resultados imediatos de suas ações, os ricos estão aprendendo e crescendo com cada experiência, seja ela um sucesso ou um fracasso, e sabem que sua verdadeira recompensa está em se tornar uma máquina de sucesso humano que, eventualmente, produz excelente resultados.

  • As pessoas pobres acreditam que você precisa de dinheiro para ganhar dinheiro. As pessoas ricas usam o dinheiro de outras pessoas.
  • As pessoas pobres vivem acima das suas possibilidades. Os ricos vivem abaixo delas.
  • As pessoas pobres ensinam seus filhos a sobreviver. Os ricos ensinam seus filhos a enriquecer.

As pessoas dizem que os pais estão ensinando seus filhos a olhar com desdém para as massas, porque elas são pobres, mas isso não é verdade. O que eles estão ensinando aos seus filhos é ver o mundo através dos olhos de uma realidade objetiva – da forma como a sociedade realmente é.

  • As pessoas pobres deixam que o dinheiro suba às suas cabeças. As pessoas ricas encontram paz de espírito na riqueza.

A razão pela qual as pessoas ricas adquirem mais riqueza é que elas não têm medo de admitir que o dinheiro pode resolver a maioria dos problemas. A classe média vê o dinheiro como um mal necessário que deve ser carregado como parte da vida. Os ricos veem o dinheiro como um grande libertador.

  • As pessoas pobres acham que as pessoas ricas são esnobes. As pessoas ricas apenas querem se cercar de pessoas com interesses semelhantes.

A mentalidade negativa sobre o dinheiro que envenena a classe média é o que faz com que os ricos continuem saindo com os ricos. Rotular a classe rica como “um bando de esnobes” é outra maneira que a classe média encontra para se sentir melhor sobre sua escolha do caminho da mediocridade.

  • As pessoas pobres gostam de se sentir confortáveis. As pessoas ricas encontram conforto na incerteza.

Para a maior parte das pessoas, é preciso coragem para assumir os riscos necessários para tornar-se um milionário. O conforto físico, psicológico e emocional é o principal objetivo da mentalidade da classe média. Os pensadores da classe rica aprendem, desde cedo, que se tornar um milionário não é fácil e a necessidade de conforto pode ser devastadora.

  • As pessoas pobres nunca fazem conexão entre dinheiro e saúde. Os ricos sabem que o dinheiro pode salvar suas vidas.
  • As pessoas pobres acreditam que devem escolher entre uma ter uma família unida ou ser rico. As pessoas ricas sabem que é possível ter ambos.

A ideia de que a riqueza deve vir em detrimento do tempo com a família nada mais é do que outra desculpa para o conformismo das massas. O rico sabe que você pode ter o que quiser, se você se aproxima do desafio com uma mentalidade enraizada no amor e na abundância.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *